Entrega de Certificados – Talentos de Futuro

Mais uma turma concluiu a oficina Talentos de Futuro. Uma parceria com o Instituto Algar, que proporciona a estes jovens uma oportunidade de se preparar para ingressar no mundo do trabalho. É sempre muito gratificante ver vidas se transformando neste processo de desenvolvimento. Nosso muito obrigada as pessoas envolvidas na realização deste projeto! Confira as fotos da entrega dos certificados, que aconteceu no dia 04 de julho no IFVC ( Unidade II do Programa Transforma).

Abertura da Copa 12 de Junho de Voleibol – Todos Contra o Trabalho Infantil

Aconteceu na última sexta-feira (24/05) a abertura da IV Copa 12 de Junho de Volei- Todos Contra o Trabalho Infantil, realizada pela Academia do Vôlei, com sede no bairro Cidade Jardim e que conta com o apoio do Ministério Público do Trabalho. A Copa tem a participação de escolas públicas e também do IFVC- Instituto de Formação Vamos Crescer (Unidade II do Programa Transforma), com jogos aos finais de semana e duração de três meses.   A abertura ficou por conta da oficina de Capoeira do IFVC e vamos competir com as equipes de vôlei feminino e masculino.  Confira, como foi!

 

 

Oficina Talentos de Futuro

Mais uma oficina acontecendo no IFVC (Unidade II do Programa Transforma). Talentos de Futuro, onde o jovem é preparado para o mundo do trabalho. Serão 16 encontros onde eles poderão vivenciar experiências que irão ajudá-los nessa etapa.

#doarfuturo#educação#institutoalgar#IFVC#SEDE

2ª Turma de Talentos de Futuro

Iniciamos no dia 14 de março a segunda turma da oficina Talentos do Futuro. Este programa é desenvolvido em parceria com o Instituto Algar e IFVC (Unidade II do Programa Transforma), onde busca contribuir com o desenvolvimento de habilidades e competências comportamentais de jovens anulos do ensino médio, com foco no mercado de trabalho.

Estudo revela que praticar atos de generosidade traz felicidade

Em experimento, voluntários relataram seu próprio nível de felicidade após cada ato de generosidade.

Por France Presse

 

O que inspira os humanos a praticarem atos de generosidade? Economistas, psicólogos e filósofos refletem sobre esta questão há milênios.

Se pressupormos que o comportamento humano é motivado principalmente pelo interesse pessoal, parece ilógico sacrificar voluntariamente os recursos pelos outros.

Na tentativa de resolver esse paradoxo, alguns especialistas formularam a teoria de que doar ou presentear satisfaz o desejo de elevar a posição do indivíduo em um grupo.

Outros sugeriram que o ato promove a cooperação tribal e a coesão – um elemento-chave na sobrevivência dos mamíferos. Outra explicação é que doamos apenas porque esperamos receber algo em troca.

Um estudo publicado nesta terça-feira (11) sugere que a resposta pode ser muito mais simples: doar nos deixa feliz.

Os cientistas realizaram um experimento em um laboratório em Zurique, na Suíça, com 50 pessoas que relataram seus próprios níveis de felicidade após atos de generosidade. Consistentemente, eles indicaram que doar era uma experiência de bem-estar.

Imagem do cérebro

Ao mesmo tempo, os exames de ressonância magnética revelaram que uma área do cérebro ligada à generosidade desencadeou uma resposta em outra parte relacionada à felicidade.

“Nosso estudo fornece evidências comportamentais e neurais que apoiam a ligação entre generosidade e felicidade”, escreveu a equipe na revista científica “Nature Communications”.

Os pesquisadores informaram aos participantes que cada um deles teria à disposição um valor de 25 francos suíços (US$ 26) por semana durante quatro semanas.

Metade dos participantes foram convidados a se comprometer a gastar o dinheiro com outras pessoas, enquanto o resto poderia planejar como gastariam o dinheiro com eles próprios. Nenhum dinheiro foi realmente recebido ou gasto por nenhum dos dois grupos.

Depois de se comprometerem com os gastos, os participantes responderam às perguntas enquanto seus cérebros estavam sendo examinados. As perguntas evocaram cenários que opunham os próprios interesses dos participantes contra os interesses dos beneficiários da sua generosidade experimental.

Os pesquisadores examinaram a atividade em três áreas do cérebro – uma ligada ao altruísmo e ao comportamento social, uma segunda à felicidade e uma terceira área envolvida na tomada de decisões.

A equipe descobriu que o grupo que se comprometeu a doar o dinheiro relatou estar mais feliz do que os que iam gastar a quantia com eles próprios.

As descobertas têm implicações para a educação, política, economia e saúde pública, segundo os pesquisadores. “A generosidade e a felicidade melhoram o bem-estar individual e podem facilitar o sucesso social”, escreveram.

Fonte: http://g1.globo.com/bemestar/noticia/estudo-revela-que-praticar-atos-de-generosidade-traz-felicidade.ghtml